Prevenção e tratamento ao envelhecimento da pele

Pois bem, como prometido, hoje vamos falar de prevenção e tratamento ao envelhecimento da pele.

Felizmente, hoje sabemos que podemos adiar os efeitos do tempo, protegendo a pele de seu mais implacável inimigo: o sol. Além disso, os avanços tecnológicos chegaram aos cosméticos, que hoje possuem formulações poderosas, capazes de reduzir com eficiência os sinais da pele envelhecida.

Alguns cuidados básicos ajudam a preservar a saúde, a beleza e a juventude ao longo do tempo. Veja algumas dicas importantes para prevenção do envelhecimento da pele:

  1. Mantenha uma alimentação saudável, equilibrada a base de frutas, legumes, verduras e carnes brancas, evitando alimentos gordurosos e industrializados;
  2. Evite ou reduza o consumo de açúcar;
  3. Ingerir cerca de dois litros de água por dia ajuda a hidratar a pele de dentro para fora, além de purificar o organismo;
  4. Pratique atividade física, pois ajuda a levar sangue e nutrientes à pele, além de tonificar os músculos;
  5. Durma em média 8 horas todas as noites;
  6. Evite fumar;
  7. Evite bebidas alcoólicas;
  8. Limpe, tonifique e hidrate a pele no mínimo duas vezes ao dia;
  9. Utilize filtro solar, mesmo em dias nublados ou chuvosos;
  10. Seja feliz!

Para os profissionais e estudantes das áreas da fisioterapia dermato funcional e estética, dias 15 e 16 tem o Curso Tratamento de Acne e Limpeza de Pele!

CLIQUE AQUI e veja nossa programação e o valor do curso. É hora de atualizar nossos conhecimentos, o mercado espera e exige profissionais que possam cuidar da pele com as técnicas e tratamentos mais eficazes.

Nos vemos lá!

Leia Mais

O envelhecimento da pele

Oi pessoal, aqui quem escreve pra vocês é a Profa. Poliana Milreu e hoje nós vamos falar um pouco mais de pele.

Já falamos sobre os cuidados que devemos ter com ela durante o inverno e agora vamos abordar o seu envelhecimento.

Bem, ao longo dos anos a pele vai sofrendo alterações que levam à perda de elasticidade e luminosidade, e o surgimento de rugas e flacidez. Mas não é só o envelhecimento cronológico que faz com que a aparência da pele mude ao longo dos anos. Fatores como o estresse, o fumo e principalmente a radiação solar, fazem com que o aspecto da pele seja alterado mais cedo, com o surgimento de manchas, queratoses, asperezas, rugas e outros sinais.

O que acontece no processo de envelhecimento?

A epiderme começa perder camadas. O número de células que se descama começa a diminuir em função da alteração da renovação celular. Há uma diminuição da produção hormonal e a pele começa a apresentar ressecamento.

A derme começa a apresentar uma diminuição na quantidade e na qualidade do gel coloidal, perdendo sua capacidade de reter a água e de manter o equilíbrio na produção das fibras de colágeno e elastina que sustentam a pele.

Com isso a  firmeza e a elasticidade ficam fragilizadas. Os vasos sanguíneos vão perdendo a capacidade de eliminar as toxinas do organismo e também de nutrir e oxigenar as células da epiderme. Assim, a renovação celular fica prejudicada.

O envelhecimento natural

A partir dos 20 anos

Começam a aparecer os primeiros sinais do tempo. Surgem marcas muito finas, principalmente ao redor dos olhos e da boca. Nessa faixa etária, é comum a ocorrência de peles com graus de oleosidade e acne. Nesta fase os tratamentos priorizam a prevenção contra o envelhecimento.

A partir dos 30 anos

Os sinais iniciais do envelhecimento começam a ser notados. Começam a surgir as primeiras rugas. As fibras de e elastina começam a sofrer alterações na produção e regulação, com efeitos prejudiciais em sua qualidade e quantidade. Em razão dessas alterações começa o processo de diminuição da densidade cutânea, com a perda de firmeza e elasticidade, afetando o contorno da face. A renovação celular e a hidratação natural da pele começam a diminuir. Nesta faixa etária deve-se tratar a pele para estimular suas funções, prevenindo ou diminuindo os efeitos que se acentuarão com o passar do tempo.

A partir dos 45 anos

Os sinais do tempo já são bem visíveis, com linhas de expressão e rugas acentuadas. A alteração na produção das fibras de colágeno e elastina aumenta e as fibras desorganizam-se. A renovação celular torna-se irregular, a pele vai perdendo cada vez mais sua hidratação natural. A queda natural na produção de hormônios traz ainda mais prejuízo a todas as funções da pele. Todas essas alterações fazem com que ocorra perda em sua densidade, firmeza e elasticidade. Nesta fase deve-se usar ativos que restabelecem as funções da pele.

A partir dos 60 anos

A pele, como um todo, está bem comprometida, com todos seus sinais bem aparentes: as rugas acentuadas, a perda da elasticidade e da firmeza é perceptível e ela se torna muito mais fina, flácida, frágil, desidratada e desprotegida. A renovação celular é bastante deficiente. A contínua diminuição das taxas hormonais impossibilita a recuperação natural da pele. É a fase em que os ativos que combatem os sinais do tempo são mais necessários a sua revitalização.

O fotoenvelhecimento

Além do envelhecimento natural ainda temos o envelhecimento causado pelo sol, que é mais danoso e rápido do que o cronológico. A pele apresenta-se mais espessa, áspera, mais manchada e com rugas mais profundas.

No post de amanhã vamos falar sobre prevenção e tratamento ao envelhecimento precoce da pele. Não perca!

Leia Mais