Aproveite este inverno para fazer um Peeling Progressivo!!!

Neste inverno vamos aproveitar para renovar a nossa pele, clareando as manchas, deixando-a mais macia, sedosa e rejuvenescida.
Quer tal levar um peeling diferente para suas clientes??? Um tratamento inovador que fará a pele descascar vários dias em forma de farelos, retirando TODA a epiderme velha e manchada, utilizando produtos de alta qualidade, totalmente permitidos para os profissionais da estética!!!

Sem uso de ácido retinóico.

Este peeling é excelente para Manchas e Rejuvenescimento.

Venha conhecer o Curso de Peeling Progressivo que a Edduc está oferecendo!!

Veja as fotos e agende o seu curso:

Muita hiperemia sem agressão, muita descamação sem efeito rebote, muito resultado sem nenhum desconforto…nada de ardência e nem coceira!!

Não perca tempo, faça sua inscrição!!!

 

Peeling Progressivo

Peeling Progressivo

Peeling Progressivo

Peeling Progressivo


Como tratar as Estrias???

A estria é uma atrofia tegumentar adquirida, de aspecto linear, sinuosa, estriações atróficas podendo ser definida como um processo degenerativo cutâneo, benigno, caracterizado por lesões atróficas em trajeto linear, que variam de coloração de acordo com sua fase evolutiva.
Existem diversos fatores a serem considerados na etiologia das estrias:
– Síndrome de Cushing
– Obesidade
– Gestação
– Alguns tipos de atividades físicas
– Hormônios
– Corticóides

Existem diversos tipos de tratamentos como, por exemplo, a galvanopuntura com agulhas, a carboxiterapia, o peeling químico e a microdermoabrasão. Mas nenhum tratamento é tão efetivo quanto este com apenas 2 sessões:

estrias

Método inovador

 

 

Não perca seu tempo, leve um tratamento novo para suas clientes:

Curso de Estrias – Método Inovador

A partir de 20 de julho em novo endereço: Rua Paranaguá, 144 – Centro

Inscreva-se em nossos cursos!!!


Vamos continuar falando sobre a celulite?

Olá, na última postagem falei um pouco sobre o fibroedema gelóide abordando a sua definição, características e os graus de acometimento.
Agora vou falar um pouco sobre os tipos de celulite, os fatores causais e citar alguns tipos de tratamentos.

O fibroedema gelóide pode também ser classificado em 4 tipos:
Compacto: a pele se encontra tensa e aderida aos planos profundos
Edematoso: a pele se encontra com consistência pastosa e viscosa
Flácido: a pele se encontra flácida
Misto: quando ocorre mais de um tipo de fibroedema gelóide na mesm pessoa.

Existem alguns fatores principais e outros secundários que podem causar ou estimular o desenvolvimento do fibroedema gelóide.

celulite flácida

celulite flácida 

Os fatores mais conhecidos e que podem ser utilizados para avaliar o fibroedema gelóide são:
– Os fatores predisponentes ou genéticos: a pessoa nasce com a pré-disposição genética a desenvolver esta afecção.
– Os fatores desencadeantes: hormônios femininos (estrógeno)
-Os fatores secundários: diversos como má alimentação, sedentarismo, cigarro, bebida, obesidade, gestação, roupas justas, idade entre outros.

Estes fatores estabelecem que uma pessoa do sexo feminino seja alvo de fácil acesso para as infiltrações edematosas.

O tratamento adequado do fibroedema gelóide consiste em uma boa avaliação clínica com uma anamnese completa detectando as causas, os graus de acometimento e o tipo clínico. Após a avaliação é necessário determinar os objetivos do tratamento e qual a melhor conduta terapêutica para que o tratamento seja efetivo e satisfatório para as clientes.
Para o tratamento do fibroedema gelóide podem ser utilizadas algumas técnicas terapêuticas, equipamentos estéticos e orientações adequadas:

  • Drenagem linfática manual: ótima para eliminar o edema.
  • Ultra som 3Mhz: com seu efeito tixotrópico desfibrosa os nódulos celulíticos.
  • Rádio frequência: na temperatura adequada atua liquefazendo as fibroses.
  • Massagem vibratória: estimula a circulação, o metabolismo e suaviza o aspecto acolchoado da pele.
  • Endermoterapia: minimiza as ondulações da pele além de estimular toda a parte circulatória.
  • Laser de Diodo frio: reduz a gordura abaixo da pele celulítica e ativa a circulação
  • Dieta adequada: hipocalórica, hipoglicídica, hipolipídica e hiperproteica, rica em fibras, rica em vitaminas e sais minerais, destoxificante com maior aporte hídrico.
  • Atividade física: como caminhadas ou exercícios aeróbicos
  • Cosmecêuticos: produtos com ativos  para ativar a circulação, melhorar a oxigenação dos tecidos, desfibrosar os nódulos e fibroses celulíticas e ativar o processo de lipólise local.
  • Nutricosméticos: suplementos que atuem na circulação e oxigenação dos tecidos, que sejam diuréticos e auxiliem na reestruturação do tecido dérmico.
drenagem linfática

Drenagem linfática manual

Velox - Ultra som 3Mhz de alta potência

Velox – Ultra som 3Mhz de alta potência

Rádio Frequência

Rádio Frequência

Não perca seu tempo, venha aprender conosco.

A Edduc oferece cursos:

Cursos presenciais

Cursos a distância

Inscreva-se em nossos cursos!!!


Você sabia que Fibroedema gelóide é o nome correto para a celulite?

celuliteO fibroedema gelóide, conhecido popularmente como “celulite” é uma afecção estética extremamente complexa, pois ocorrem diversas alterações estruturais das moléculas do líquido intersticial da derme repercutindo de forma intensa no tecido adiposo, na substância fundamental e na microcirculação. Ocorre alteração da permeabilidade dos vasos, hiperpolimerização da substância fundamental levando a um aumento da viscosidade, e o edema que surge no interstício comprime os capilares deixando a circulação deficiente e empobrecida.
No fibroedema gelóide (FEG) ocorrem alterações circulatórias comprometendo o sistema vascular e linfático, pois a permeabilidade dos capilares está aumentada ocorrendo vasodilatação das arteríolas e dos capilres, podendo o interstício ficar com o seu gel alterado, mais espesso dificultando as trocas essenciais para o organismo. Outro processo muito comum é a diminuição da lipólise e hipertrofia adipocitária.
Desta forma, podemos chegar à conclusão que esta afecção tão conhecida e que incomoda tanto as mulheres realmente tem um comprometimento no tecido adiposo, na substância fundamental da derme que fica espessa ou até mesmo fibrótica e uma estase circulatória e linfática. Portanto vários fatores estão envolvidos, sendo esta afecção extremamente complexa e progressiva. A partir destas alterações o tecido fica deformado, pois suas tramam sofreram diversas alterações.
Esta afecção estética acomete mais de 90% das mulheres, trazendo muitas vezes alterações psicológicas afetando a autoestima.
A irregularidade do tecido é conhecida como “casca de laranja”, que nada mais é do que uma distribuição arqueada das traves do conjuntivo da tela subcutânea que juntamente com a hipertrofia dos adipócitos, levam a estas alterações do relevo da pele.
celulite1O fibroedema gelóide é uma afecção estética lenta e progressiva, passando por diferentes graus de acordo com suas alterações histológicas.

O grau 1 raramente é percebido pelas mulheres e costuma ser uma fase breve onde encontramos somente o edema. Este grau é percebido pela compressão do tecido entre os dedos ou pela contração muscular voluntária.

O grau 2 é percebido mesmo sem a compressão dos tecidos ou a contração muscular, sendo que após o edema ocorre uma dilatação provocada pela estase venosa e linfática, sendo o tecido celular invadido por um composto de mucopolissacarídeos e eletrólitos. O exsudato dissocia as fibras conjuntivas e começa o processo de polimerização com aumento de viscosidade. Desta forma, o tecido conjuntivo começa a se espessar passando a ter uma consistência gelatinosa. O edema aqui é mais gelatinoso, no entanto responde muito bem ao tratamento estético.

No grau 3 estão presentes nódulos e fibrose como consequência do grau anterior, sendo que as trabéculas fibrosas aprisionam os adipócitos, que hipertrofiam por acúmulo de triglicerídeos, formando-se desta forma os nódulos celulíticos responsáveis pelo típico aspecto acolchoado chamado “casca de laranja”. É uma malha de tecido fibroso compacto que comprime as estruturas vasculares e nervosas, formando uma barreira para as trocas vitais. A pele costuma estar mais flácida, com relevos e com a sensibilidade à dor aumentada. É comum neste estágio a presença de equimoses e telangiectasias na região afetada devido às alterações circulatórias mais graves.

quatro graus da celulite

O grau 4 caracteriza-se por ter fibrose cicatricial, de forma irreversível com retração esclerótica. As terminações nervosas estão comprimidas pelas fibroses gerando dor espontânea. Neste grau as alterações são parecidas com as do grau 3 sendo mais severas e acentuadas, existe a presença de muita ondulação da pele, pois existem as trabéculas conjuntivas que estão fibrosadas e esclerosadas, tracionando todas as camadas para baixo. A pele é flácida, com grave comprometimento circulatório e dor espontânea.

Em breve falaremos sobre os tipos clínicos do fibroedema gelóide e os tratamentos possíveis oferecidos pelo mercado da estética.
Não percam!!!

Não perca seu tempo, venha aprender conosco!

A Edduc oferece cursos:

Inscreva-se em nossos cursos!!!